New York, o que fazer em dois dias.

Eu ainda nem acredito que finalmente posso escrever sobre New York. Essa cidade sempre foi à cidade dos meus sonhos, desde pequena eu sonhava em ver as luzes, os prédios enormes e as pessoas mais chiques do mundo.

Eu me apaixonei pelo que o cinema vendia como NY. Eu me apaixonei pela Nova Iorque do Diabo veste Prada, de Sex and the City e de todos os outros filmes e séries sobre moda e romance. Eu era a Louise from St Louis (Sex and the city) que queria ir para NY procurar um amor e ainda não caiu à ficha..

Foram só dois dias porque o meu roteiro estava concentrado no outro lado da América do Norte, mas uma passagem em promoção me possibilitou essa escala e assim no dia vinte e sete de junho eu acordei dentro do meu sonho.

Por incrível que pareça eu venho preferindo viagens sem compras, focadas apenas em passear, conhecer lugares, comidas e drinks. Às vezes a gente não percebe, mas perdemos horas entrando em lojinhas e deixamos de conhecer lugares incríveis então deixo como dica, quando seu tempo for curto esqueça as compras.

O Hotel

O primeiro passo para uma viagem curta é escolher a localização do Hotel/Hostel/Airbnb. Nós ficamos no Row NYC, que fica basicamente dentro da Times Square, do lado do Teatro do Rei Leão e tem entrada para o metro logo em frente. O hotel é no nível de um Ibis Styles, quartos simples e clean com áreas úteis modernas. O hotel também conta com alguns restaurantes no estilo food truck gourmet o que quebra um galho quando você quer comer rápido e bater perna.

A diária no decolar esta $119,00.

Eu recomendo.

O show

O segundo passo é decidir qual show da Broadway assistir. Eu diria para todo mundo assistir ao Rei Leão, mas essa é a opinião de quem ama a Disney.

Existem diversos outros shows que acontecem, normalmente, duas vezes ao dia no período da tarde e começo da noite. Os shows duram em média duas horas e meia então se programe.

Quanto aos preços isso varia conforme a data do evento e o local da sua poltrona. Comprar adiantado não altera o valor do ingresso, mas se você for na alta temporada pode correr o risco de não conseguir as poltronas mais em conta.

Esses dias meu pai escreveu um roteiro de NY para ajudar uma amiga e ele me contou que em baixo da escadaria da Times Square existe um lugar que vende ingressos da Broadway com desconto, mas a fila é bem grande. Se você quer economizar, vale à tentativa.

A Times Square

A Times esta para New York assim como a Torre Eiffel esta para Paris, ou seja, não existe viagem para NY sem uma passadinha na Times Square. Minha dica é ir com calma em uma tarde para ver como ela é de dia e volte a andar por lá depois de assistir ao Show da Broadway.

Existem duas Times Square, a de dia e a de noite; É incrível.

O Empire State

Eu acho que estou a cinco minutos tentando escrever sobre, mas eu só consigo suspirar e pensar na vista lá de cima.

Existem alguns tipos de ingresso para o Empire State, eu fui até o topo porque eu tenho pavor de elevadores e às vezes eu tenho uns surtos de coragem que fazem com que eu me arrependa pouco tempo depois, mas enfim, não tem muita diferença entre a vista do 86º andar pro 102º, mas existe uma diferença de preço entre os ingressos.

Hoje eu não pagaria mais caro para isso.

Ingresso 86º ADULT - $34 CHILD - $27 SENIOR - $31
Ingresso 102º DULT - $54 CHILD - $47 SENIOR - $51

O Central Park

Eu fui para NY no verão, né?! É meio estranho porque a cidade é facilmente associada ao frio e neve, mas estava quente, muito quente.

Eu não recomendaria ir ao final de junho se você for uma pessoa que não gosta de calor, assim como eu, mas o bom do verão é que da para aproveitar algumas coisas ao ar livre que no frio fica difícil.

Tire uma manhã para passear no parque, bem sem rumo sabe? Você pode pegar o metrô e sair em frente ao Museu de história natural (do filme uma noite no museu) e sair andando pelo parque. Ele é gigante, têm vendedores de arte, fontes, restaurantes, trilhas e várias outras coisas.

Nós andamos meio parque, passamos pelo zoológico (sem entrar porque eu odeio zoológico), tomamos um Ice cone e saímos na 5th Avenue (quinta avenida) onde você encontra o Rockefeller, lojas famosas e restaurantes.

Brooklyn

Antes de chegar nessa parte eu preciso contar uma coisa para vocês, eu tive insolação em NYC e passei muito mal por alguns dias então eu deixei de fazer algumas coisas que eu queria. Enfim, eu tive que dormir por algumas horas no meu segundo dia e quando acordei achando que estava bem peguei um metrô e fui até o Brooklyn, o lugar que eu mais queria conhecer.

A idéia original era comer na pizzaria Juliana’s que dizem ser a melhor pizza de NYC, porém eu não conseguia comer, mas deixo a dica. Por causa disso eu também tive que cancelar o passeio pela ponte, mas eu encontrei um lugarzinho lindo em baixo dela e fiquei lá por quase duas horas vendo o movimento e contemplando o lugar.

High Line

A mesma coisa aconteceu com o High Line. Eu andei quase dois quilômetros para chegar lá (eu estava mal, não me julguem) e acabei não tendo condições de andar o High Line de ponta a ponta como eu queria, mas esse é um Must Do em NYC.

O High Line é um antigo trilho do metrô que foi desativado e hoje funciona como uma praça. O lugar é uma delícia e assim como o central park, te faz querer ficar sentado pensando e vendo NY acontecer. Da de entender isso que eu quis dizer?

Mas ta, vou esquecer que fiquei doente em NYC e vou dar dica de dois restaurantes;

Ellen's Stardust Diner

Esse foi, sem sombra de duvidas, o restaurante mais divertido que eu já fui na minha vida. A comida não é nada demais, típica culinária americana, porém todos os garçons de lá são atores e cantores que querem/trabalham na Broadway.

O restaurante funciona como uma espécie de oficina teatral onde o seu atendente da um show de ópera em quanto pega maionese para você na cozinha, é ma-ra-vi-lho-so.


(link)

Junior's

O Junior's também é um restaurante americano que serve comida típica, mas eles são muito famosos em NYC pela Cheesecake (que eu não achei nada demais), mas os hambúrgueres de lá tão de parabéns.

(link)

Os dois restaurantes como quase todos os restaurantes típicos dos Estados Unidos, valem a pena pela experiência e não pela comida. Eu não sei se é porque eu morei na Florida e hoje eu acho a comida americana meio Blé, mas os restaurantes em si são demais, as decorações e atrações encantam mais que a comida.

Então, se você tem pouco tempo em NYC essas são minhas dicas. Agora se você quiser conhecer mais sobre o Canadá, aguarde os próximos capítulos...

 

SalvarSalvar

Comentar via Facebook

Comentário(s)

No Comments Yet.

Leave a comment