Portugal além do Bacalhau

 

Portugal nunca esteve entre os 10 mais em minha lista, talvez por um pouco de preconceito, talvez pouco conhecimento da história desse povo, mas aqui estou na sala de embarque numa aventura totalmente diferente, rumo a Portugal. Eu já fui a muitos cantos desse planeta, muitas vezes sozinho, mas essa viagem será diferente, minha companhia de viagem será uma senhorinha na casa dos setenta, mas se engana quem pensa que ela tem menos cede de viver e viajar.

Nós nunca tivemos a oportunidade de fazer isso, Portugal é um sonho dela, e hoje vira um sonho nosso. Vamos num vôo da Air China com escala em Madri, embarcamos 11 horas de viagem e putz, o avião não é dos mais novos e os comissários tem um inglês ruim, logo percebi que poderíamos ter um problema como receber suco na janta e vinho no café da manhã.

Nossa porta de entrada é Lisboa, onde alugamos um carro e começamos nosso trajeto rumo Coimbra, conhecida internacionalmente por sua universidade. Essa cidade que já foi romana, muçulmana, cristã, recebeu muitas influências de culturas diferentes, e são percebíveis em sua arquitetura, culinárias e comportamento. Coimbra é uma cidade com um pouco mais de 100 mil habitantes com vários centros universitários, a escritora de Harry Potter, por exemplo, estudou em Coimbra, e fica visível ao se caminhar pela cidade ou pela universidade como ela foi influenciada ao escrever seus filmes; os castelos medievais, as capas pretas e as salas secretas.

Foto 07-12-15 19 13 32 Foto 07-12-15 19 40 08 Foto 07-12-15 19 40 07 Foto 07-12-15 19 39 58

Todos sabem que Portugal é conhecido pelo vinho, bacalhau e seus doces, em Coimbra fomos a uma famosa Pastelaria, como são chamadas as confeitarias por lá. A Vênus Pastelaria é um desses lugares referencia por seus doces, fica difícil até escolher, mas eu sugiro uma torta de morango, é dos deuses. Portugal, quando comparado a outros países vizinhos, é um país acessível para nos Brasileiros apesar do Euro alto. A 1,60 euros você toma um expresso com nata (como é chamado o Pastel de Belém por lá).

Foto 07-12-15 19 15 09

Como não viemos a Portugal só para comer (Aham) fomos conhecer o Convento de Santa Clara, principal atração turística da cidade. A entrada custa dois euros assim como Santa Clara alta que vale a pena conhecer. O turismo em Portugal é um indústria nova e o turista não é explorado como no Brasil, a meia entrada para a terceira idade e estudante é uma prática comum em todas as atrações, e os preços para entrar em locais históricos é muito acessível.

Foto 07-12-15 19 40 11 Foto 07-12-15 19 40 11 (1) Foto 07-12-15 19 14 15

Quando você vai para Portugal tem que ter algumas coisas em mente, não espere grande agitos ou brinquedos radicais, em Portugal você terá imersão na histórica, conhecera grandes trabalhos da engenharia e arquitetura, como o Convento de Cristo em Tomar, cerca de 50 minutos de Coimbra. Lá foi um convento onde os Templários viveram o trabalho em pedra, esculpidos com detalhes que hoje com toda a tecnologia que temos levaria anos, é incrível.

Foto 07-12-15 19 16 00 Foto 07-12-15 19 19 00 Foto 07-12-15 19 19 02 Foto 07-12-15 19 19 27 Foto 07-12-15 19 40 19

No centro da cidade se encontra a Taverna Antiqua, sua culinária é do tempo Medieval, a cerveja de Hidromel (Harry Potter de novo), é uma boa sugestão, o atendimento é muito bom, umas pernas de rã como aperitivo também. Cada refeição é um resgate familiar, acho que o tempo livre, o vinho, a disponibilidade, faz render boas conversas, que fazem rir e emocionar.

Foto 07-12-15 19 15 39 Foto 07-12-15 19 15 45 Foto 07-12-15 19 15 46 Foto 07-12-15 19 15 59

Entre Coimbra e Tomar, na cidade de Penela o castelo Medieval no alto da cidade permite uma vista magnífica. Fico imaginando a vida a mais de 1000 anos, atrás daqueles muros sem água encanada, energia elétrica, realmente eram grandes homens, ou melhor, grandes homens fedidos.

Foto 07-12-15 19 40 34 Foto 07-12-15 19 40 36 (1) Foto 07-12-15 19 40 38 Foto 07-12-15 19 40 39

Esta na hora de pegar a estrada e dar adeus a Coimbra, partimos rumo a Cidade do Porto e vou confessar foi à cidade que mais me encantou. Demos uma pequena desviada para conhecer o Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga, considerado patrimônio da Humanidade, onde foram feitos os primeiros relatos de peregrinação no século XIV. Seu destaque é a escadaria onde você encontra as fontes dos Cinco Sentidos e dos Cinco chagas, belíssimas.

Foto 07-12-15 19 22 02 Foto 07-12-15 19 21 44 Foto 07-12-15 19 21 42 Foto 07-12-15 19 21 30 Foto 07-12-15 19 21 22 Foto 07-12-15 19 21 18 Foto 07-12-15 19 21 16

Uma boa pedida é ir perto do almoço, e deliciar das opções no restaurante do Hotel do elevador, que tem destaque assim como outros hotéis, que recebem os peregrinos em busca de paz de espírito.

Foto 07-12-15 19 21 50 Foto 07-12-15 19 21 43

Chegamos a Porto no final do dia e fomos direto ao hotel. A localização do hotel, dica minha, imprescindível, porque a cidade pede para você desbrava lá caminhando, andar por suas ruelas, escadarias, igrejas, museus e pontes sem pressa, sem estresse. Peça um bom vinho do Porto a beira do rio degustando um bacalhau, não tem pressa, aproveite. O português é um povo tranqüilo, me surpreendeu a qualidade do atendimento nos hotéis, restaurantes e no transporte público. Todos são amáveis, se esforçam para te ajudar e você passa a entender como os portugueses levam a vida, apreciando os momentos e vivendo um dia de cada vez.

Foto 07-12-15 19 41 40 Foto 07-12-15 19 41 37 Foto 07-12-15 19 41 37 (1) Foto 07-12-15 19 41 34 Foto 07-12-15 19 41 33 Foto 07-12-15 19 41 31 (1) Foto 07-12-15 19 41 02

Em Porto o roteiro começou pelos Jardins do Palácio de Cristal que é meticulosamente cuidado, caminhamos pela Miragaia, região onde se concentra os hospitais da cidade. Na região da Vitoria, começam as infindáveis igrejas, uma dica é conhecer a Igreja dos Cléricos, muito bem restaurada seu entorno envolve o comércio de luxo de Portugal. Paramos em uma loja que comercializa produtos portugueses, artesanato, arte, coisas pop e tudo que você imaginar.

A loja A Vida Portuguesa é quase uma máquina do tempo. A loja em si é um show de arquitetura, suas prateleiras antigas lembram antigos comércios de remédios e Cia, um mergulho na nostalgia.

Foto 07-12-15 19 24 44 Foto 07-12-15 19 24 49 Foto 07-12-15 19 24 58 Foto 07-12-15 19 24 26 Foto 07-12-15 19 24 11 Foto 07-12-15 19 24 43 Foto 07-12-15 19 24 35

Descemos o centro histórico de porto passando pela catedral da Sé e em outras igrejas da região. Algo incrível da cidade do porto, é que dependendo de onde você esta, em um giro você consegue ver até oito incríveis igrejas.

Foto 07-12-15 19 40 56Foto 07-12-15 19 27 20 Foto 07-12-15 19 27 14

Uma parada para um café com pastel de Belém, ninguém é de ferro, uma dica é a Queijadinha do Porto. A região do Ribeira na beira do rio Douro, é ponto de encontro dos turistas e seus restaurantes. Esse antigo Porto não pode faltar na sua agenda e nem seu vizinho.

Foto 07-12-15 19 27 24

Do outro lado do rio fica Gaia, onde os famosos vinhos do Porto descansam para desbravar o mundo. Tudo em Portugal tem uma história logo, o vinho do Porto também. Os ingleses consideram que essa iguaria só exista por causa deles, foram os maiores exportadores e existe até hoje um clube exclusivo para os exportadores de vinho do porto; detalhe, você precisa ser inglês para ter acesso a ele, mais exclusivo impossível.

Foto 07-12-15 19 41 00 (1) Foto 07-12-15 19 40 58

À noite Porto é mais bonita ainda, toda iluminada vale à pena caminhar pela Ponte Luiz I até o alto de Gaia, da para encher a memória do celular com fotos. Fomos jantar no restaurante Bacalhau, adivinhe o prato da casa?

Nosso anfitrião Arnaldo mostrou um pouco da cultura portuguesa assim como a visão Portuguesa de nos Brasileiros, foi interessante saber um pouco do nosso passado. Arnaldo comentou a diferença da nossa colonização e de outros povos e que na época da descoberta do Brasil, Portugal não tinha mais que três milhões de habitantes, hoje tem 10 milhões. Foi por causa do pequeno número de habitantes, comparado a seus vizinhos europeus, que eles tinham que fazer arranjos comerciais e negociações ao invés de invadir territórios como seus ‘’amigos’’ espanhóis.

Como descendente de Italiano morando em uma região colonizada por portugueses, sempre me foi estranho o olhar desses descendentes para a vida, certo ar depressivo. Nosso amigo, que virou guia, kkk, em Porto comentou que isso faz parte de um legado, que a lamentação é algo comum para os portugueses, mais uma aula de vida.

Saímos de Porto rumo à cidade de Fátima, o ponto alto da viagem para a minha companheira na casa dos setenta. Infelizmente ela acabou ficando um pouco decepcionada, o Santuário que tanto almejava ver, estava fechado para reforma, mas deu para sentir um pouco da energia do local. Numa manhã fria os peregrinos vão chegando de todos as partes do mundo, vindo para agradecer os pedidos atendidos, o local faz você pensar um pouco na vida e qual seu sentido apesar de não me considerar um grande religioso, fez bem para alma.

Fomos almoçar no Tia Alice restaurante famoso na região, fica no que hoje é considerado a antiga cidade de Fátima, mas para mim é a verdadeira. Sua decoração clean e seus pratos bem elaborados choram por uma taça de vinho e longas horas de conversas.

Foto 07-12-15 19 41 41 (1) Foto 07-12-15 19 41 41 (2)

Mais uma hora de carro e chegamos a Lisboa, mas isso é outro capitulo.

  • Wheels

Comentar via Facebook

Comentário(s)

No Comments Yet.

Leave a comment