A aventura é mágica, mas o tempo é curto! #ICP

Todo mundo já ouviu alguma vez na vida a seguinte frase ‘’Você tem que viver para aprender com os seus erros’’, não é mesmo? Eu não sei porque essa frase me veio a cabeça agora, mas é assim que eu me sinto em relação ao programa cultural da Disney.

Se você esta aguardando as inscrições desse ano você vai ouvir milhares de coisas sobre o ICP, você vai ler sobre, ver vídeos, ouvir os alumnis e ver a palestra da STB. Você vai passar o ano todo vivendo em função do programa, assim como eu vivi, então se eu posso te dar um conselho, aí vai;

Não leve tão a serio e ao pé da letra tudo que ouvir sobre o programa. A minha experiência vai ser diferente da sua, que vai ser diferente da experiência dos seus coworkers e assim segue.

Namaskar #

A post shared by Helóra Almeida (@heloramaa) on

Se você quer ir para festa, tem muita festa. Se você quer trabalhar, tem muita hora para pegar. Se você quer conhecer Orlando, tem bastante Call out para dar. Se você quer beijar, tem boca. Se você quiser ficar louco, tem 4loko. Se você quer fazer amigos, tem pessoas maravilhosas. Se você quer viajar, tem estrada. Se quiser se apaixonar, tem muito amor. Se quer comprar, tem sale. Se quiser comer bem, tem o Epcot. Se quiser gastar pouco, tem o Wendy’s. Se você quiser dormir, bom, dormir eu não te prometo nada.

Eu tive uma experiência louca, sabe? Trabalhei 57 horas em uma semana, duas semanas sem folga, mas também passei nove dias seguidos sem trabalhar. Eu fui em quase todas as happy monday’s, sai todos os dias, fui para show de Drag, balada de hip hop, fui barrada num bar Country, me perdi no corredor do hotel, quase morri de frio voltando para casa no Vista. Eu fiquei acordada até cinco e meia da manha e acordei as seis para ir trabalhar, fui de ressaca, com sono, cansada mas ah, nunca esqueci o sorriso em casa, nem a name tag.

Eu trabalhei até as três da manha do ano novo, esqueceram meu break, tive vontade de gritar com Guest mas mesmo assim, vi o show de fogos mais incrível de todo o complexo Disney. Eu ganhei pin dos meus coworkers e chocolate quente On Stage pois estava congelado. Eu fiz amizade com todos os seguranças do Epcot, que cuidavam de mim quando algum Guest ~ Se passava ~ e me contavam piadas sem graça sobre os americanos só porque o dia estava parado.

"it's 68 degrees, and there's a 30% chance that it's already raining!"

A post shared by Helóra Almeida (@heloramaa) on

Eu fiz amizade com muitos Guest Relations que me contavam mais sobre o Epcot se eu ensinasse algo útil em português. Eu fiz a dança do Sol na entrada do parque porque chovia demais. Eu trabalhei em quanto todo mundo estava ‘’seeking Shelter’’ por causa de um tornado. Eu tive Guest abusado me adicionando no facebook, mas também chorei quando um senhor veio até mim e disse que o Epcot era o lugar favorito da sua esposa que havia falecido.

Eu me apaixonei pelo trabalho, eu odiei o trabalho. Eu me apaixonei pelas pessoas, pelo ambiente, pela magia. Eu me encantei sabe, com a experiência. A gente aprende muito quando sai da zona de conforto, eu aprendi, ao menos.

É engraçado pensar que o programa já acabou, foi muito rápido. Eu me surpreendi com os amigos que eu fiz e eu me decepcionei com o trabalho. Mesmo assim, se eu pudesse voltar atrás não mudaria nada. Eu tiraria fita do chão da Main street em quanto os guests pisam na minha mão, eu ficaria na saída do parque na noite de ano novo, eu brigaria com Guest tentando sair com bebida do parque, eu seria PAC no Magic Kingdom na véspera de ano novo, eu trabalharia na festa de natal do Mickey; Eu faria tudo igual.

Por mais difícil que o programa tenha sido para mim, ou para você, valeu a pena. Eu volto para o Brasil hoje, mais feliz do que nunca com o meu trabalho, mais orgulhosa do que nunca de quem eu me tornei. Trabalhar com pessoas é sempre muito gratificante (e estressante). Agora eu vou ali dormir, porque assim, se teve uma coisa que eu esqueci de fazer no ICP foi dormir!

Então rapidinho eu vou te dizer novamente, não leve ao pé da letra tudo que você ouvir sobre o programa e isso serve para a vida também. Cada experiência é única, cada momento é único. Se joga, sabe? Se entrega. Viva cada hora de trabalho, cada dia de folga, cada minutinho na terra mágica do Tio Sam. Não se deixe afetar por grosserias, não se deixe afetar por mentiras e não se deixe afetar pela saudade. Vão ter dias em que você vai querer que o programa acabe e vão ter dias, como os que eu estou vivendo, que você vai pedir para o universo que o tempo volte e que você possa andar pela última vez pelo World Show Case.

Cause' i woke up missing home #epcot

A post shared by Helóra Almeida (@heloramaa) on

Eu tive uma das maiores experiências da minha vida, chorei, sorri, cantei e me apaixonei. Você também vai sentir tudo isso e talvez até mais. Não tenha medo do novo, não tenha medo de aproveitar, não tenha medo do Call Out.

Se joga, a aventura é mágica mas o tempo é curto!

Comentar via Facebook

Comentário(s)

No Comments Yet.

Leave a comment